Responder às perguntas sobre aprendizagem das línguas estrangeiras (parte I)


Olá,

Hoje queria responder às perguntas que fiz no meu primeiro poste escrito em português. Só uma entre sete – na verdade são três no mesmo ponto.
  
1. Quais línguas escolher para aprender?

Cada um de nós tem que responder por ela/ele mesmo. Não há uma escolha que seria perfeita para cada pessoa que pensa de aprender uma língua estrangeira. Primeiro, isso depende de nossos gostos e desgostos. Algumas línguas simplesmente adoramos, outras odiamos. Além disso, às vezes não podemos decidir – por isso é obrigatório de aprender língua particular (por exemplo na escola, na universidade etc).
Se calhar, esta questão é mais fácil por aqueles quem escolhem uma língua do mesmo grupo. Só adicionam novas.

O que é que vocês acham?

2. Quais são úteis de mais?

     Aqui a resposta é semelhante... Em geral, não existem línguas que são mais úteis do que outras. Claro, podemos dizer que inglês é dever – falar, dever – saber, hoje em dia. O que é mais importante, a meu ver, nós aceitarmos que queremos aprender esta língua e nenhuma outra... e que será útil para nós (profissionalmente ou personalmente). Todos têm sua língua preferida que utilizam nas situacões diferentes.

Qual é a sua opinião ?

 3. Se já falo uma, que fazer depois?

     Se já falas uma... porque não começar com segunda. Se queres fazê – lo, não há limites !!!


P.S. Se têm perguntas adicionais sobre a língua portuguesa ou bem as outras línguas, não hesitem escrever por favor.

Comentários

  1. Olá, Agnieszka.

    Como um falante nativo de português brasileiro, não venho aqui corrigir algumas coisas em seu poste para demonstrar superioridade ou para te criticar. Pelo contrário, você está escrevendo muito bem em português, só tenho que te dar os parabéns. Se faço uma ou outra correção, é para ajudar você a aprender mais alguns detalhes, e para trazer mais informações sobre a minha língua.

    Então vamos lá: o correto é "se", não "si"; todos têm sua língua preferida "que utilizam"...; no P.S., você começou usando 3a. p. do plural, "têm", depois passou para a 2a. p. do singular, "hesites", o mais correto seria manter o plural, "não hesitem...". Outras coisas que você escreveu soam meio estranhas para mim, mas é por causa da diferença entre o português de Portugal e o brasileiro.

    Aproveitando para responder à sua questão, eu adoro aprender línguas, e o critério da utilidade é apenas um deles, na minha opinião. Por exemplo, eu trabalho com inglês, e não há dúvida de que seu aprendizado é útil hoje em dia. Mas gostaria muito também de aprender outras línguas por prazer de conhecimento e de estudar outras culturas, como russo e até polonês, embora as dificuldades me pareçam gigantescas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada por ter corrigido. Agradeco muito sua ajuda.

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Portugalski, a hiszpański

Parabéns - słówko o wielu obliczach

Jak pisać po portugalsku na komputerze, czyli klawiatura portugalska