Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2015

De diário de uma linguista perfeccionista (2)

Nunca imaginava que fosse possível. Eu, uma pessoa normal, simples e sem nenhumas habilidades extraordinárias. A pessoa que sempre pensava:
 „Se queremos atingir algo especial, ganhar a nossa vida, correr pela estrada dos nossos sonhos, aprender outra língua estrangeira, precisamos de uma varinha de condão, algum talento ou pelo menos grande capacidade mental”.

Porém, com o tempo que passa todos realizamos que isso não é o mais importante. O que conta é um esforço para avançar, uma motivação e uma resistência, um sentido forte para nunca perdermos da vista o nosso objetivo.
„Cada dia estudo para fazer progresso. Um passo mais para realizar o meu sonho. Finalmente falar português. Só falta um poquinho. Mais um esforço.”
Que imagem cor-de-rosa é! Aqui temos de dizer a verdade:
Isso nem sempre é fácil. Acontecem os momentos complicados e os obstáculos  inesperados, quando nos esquecemos o que fazer neste momento. Qual será o próximo passo.  A nossa vida interfere, e de repente, não temos t…

Zaimki w języku portugalskim

W nauce języka obcego możemy również wykorzystywać teksty literackie. Poniżej znajduje się wiersz obrazujący problematykę dotyczącą odpowiedniego umieszczania zaimków (szczególnie tych pełniących funkcję dopełnienia – complemento). Ponadto, sam tekst jest interesujący także ze względu na odmienne normy stosowane, w tym zakresie, nie tylko pomiędzy różnymi krajami wspólnoty portugalskojęzycznej, ale również w samej Brazylii. Bowiem w tym kraju, w niektórych przypadkach, istnieje różnica pomiędzy językiem potocznym (mówionym), gdzie występuje tendencja do umieszczania zaimka przed czasownikiem, a normą gramatyczną.

Papos
- Me disseram... - Disseram-me. - Hein? - O correto é "disseram-me". Não "me disseram". - Eu falo como quero. E te digo mais... Ou é "digo-te"? - O quê? - Digo-te que você... - O "te"e o "você"não combinam. - Lhe digo? - Também não. O que você ia me dizer? - Que você está sendo grosseiro, pedante e chato. E que eu vou te partir a ca…